Lisboa › TERÇA 07 OUTUBRO › 21h30 INSTITUT FRANÇAIS DU PORTUGAL
Lisboa › DOMINGO 12 OUTUBRO › 19h00 CINEMA SÃO JORGE – Sala 1
Lisboa › TERÇA 14 OUTUBRO › 21h30 INSTITUT FRANÇAIS DU PORTUGAL
Coimbra › QUARTA 08 OUTUBRO › 21h00 TEATRO ACADÉMICO DE GIL VICENTE
Porto › SÁBADO 18 OUTUBRO › 18h30 CASA DAS ARTES
Portimão › QUINTA 09 OUTUBRO › 21h30 Teatro Municipal de Portimão
Faro › SEXTA 24 OUTUBRO › 22h00 Municipal de Faro
GUIMARÃES › SEXTA 31 OUTUBRO › 21h45 Plataforma das Artes
Almada › QUINTA 13 NOVEMBRO › 21h00 Auditório Fernando Lopes Graça
setúbal › QUINTA 13 NOVEMBRO › 21h30 Cinema Charlot – Auditório Municipal
Braga › QUARTA 29 OUTUBRO › 23h00 Theatro Circo, Sala Principal
Leiria › QUARTA 05 NOVEMBRO › 18h30 Teatro Miguel Franco
S.pedro do sul › SEXTA 07 NOVEMBRO › 21h30 Cineteatro Jaime Gralheiro
Funchal › QUARTA 26 NOVEMBRO › 18h30 Teatro Municipal Baltazar Dias

Realizador: Benjamin Guedj
Argumento : Benjamin Guedj
Com Baptiste Lecaplain, Charlotte Le Bon, Félix Moati, Denis Podalydès, Isabelle Candelier, Jean-Yves Berteloot, Suliane Brahim, Benjamin Lavernhe, Richard Guedj, Jean-Michel Lahmi, Bernard Menez
Género: Comédia
Fotografia: George Lechaptois
Som: Rémi Daru, Jon Goc, Alexandre Widmer
Montagem: Yann Malcor
Duração: 1 h 33 min
Origem : França
Estreia em França: 07/05/2014
Ano de produção: 2013
Produção : Gaumont, Les Films du Cap
Produção delegada: Gaumont, Les Films du Cap
Coprodução: M6 Films
Exportação/Vendas internacionais: Gaumont

Realizador 
Depois de ter sido argumentista quando escreveu 3 episódios de Plus belle la vie em 2004, escreveu em 2005 o argumento do telefilme L’homme qui voulait passer à la télé. Em 2009, continua como argumentista em Cyprien. Lança-se igualmente na realização com a mini-série Déformations professionnelles. Em 2010, escreve os diálogos do filme Il reste du jambon.
Libre et assoupi é a sua primeira longa-metragem que obteve o Coup de Coeur, Prémio de Interpretação para Félix Moati no 17° Festival Internacional do Filme de Comádio de Alpe d’Huez (2014).

Sinopse
Sébastien só tem uma ambição na vida : não fazer nada. O seu horizonte é o seu sofá. Ele não pretende viver a sua vida mas sim contemplá-la. Mas hoje, se não fizeres nada, não és ninguém … Então convencido pelos seus colegas de casa, eternos estagiários com pequenos trabalhos, a decidida Anna e o mais ou menos decidido Bruno, Sébastien vai ter de fazer alguma coisa….
Uma adaptação do romance “Libre, seul et assoupi” de Romain Monnery (2010)

Crítica
Neste primeiro filme Benkamin Guedj retrata um personagem atípico, um anti-herói que em companhia dos seus dois acólitos nos faz rir bastante. Esta comédia social e romântica tem momentos com alguma poesia. (Barbara Théate « Le Journal du Dimanche)

Festivais
Festival International du Film de Comédie de l’Alpe d’Huez 2014 : 1 prémio e 4 nomeações