JUSTE LA FIN DU MONDE

(Tão Só o Fim do Mundo)
de Xavier Dolan | 2016 | drama | 1h35

Com: Léa Seydoux, Gaspard Ulliel, Vincent Cassel, Marion Cotillard, Nathalie Baye
Argumento: Xavier Dolan (adaptação de Jean-Luc Lagarde)
Origem: França, Canadá
Produção: MK2
Vendas Internacionais: Wild Bunch
Estreia em França: 21/09/2016
Distribuição em Portugal: Alambique
Estreia em Portugal: 27/10/2016
Festivais 2016: Festival de Cannes

Longe de casa há doze anos, o escritor Louis vai ao encontro da família para lhes anunciar que irá morrer em breve. No entanto, a curta reunião sai do seu controlo quando as memórias, as brigas e as lágrimas do passado ressurgem entre a mãe, a irmã, o irmão e a cunhada.

O Realizador
Nascido em Montréal (1989), inicia-se como actor em séries televisivas e na dobragem de filmes. O seu primeiro sucesso internacional, J’ai Tué Ma Mère, chega a Cannes em 2009. O filme obtém três prémios na Quinzena de Realizadores, e representa o Canadá nos Óscares para o Melhor Filme Estrangeiro. Les Amours Imaginaires é apresentado e premiado na categoria Un Certain Regard no Festival de Cannes em 2010. O seu terceiro filme, Laurence Anyways, é seleccionado para o Festival de Cannes, em 2012, filme que valeu a Suzanne Clément o prémio de Melhor Actriz. Seguem-se os filmes Tom à la Ferme (2012) e Mummy (2014). Juste la Fin du Monde (2015) é o seu último filme e arrecadou o Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes.

Crítica
Um drama familiar entre quatro paredes, de uma incrível intensidade. O equilíbrio, ou o desiquilíbrio, entre intensidade e ironia, exuberância e desespero, (…) está presente aqui, mas com uma outra música, como uma outra linguagem.
Louis Guichard, Télérama

LISBOA, DOMINGO 16 OUT 21h30 Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira