LES MALHEURS DE SOPHIE

de Christophe Honoré | 2015 | comédia dramática | 1h46

Com: Anaïs Demoustier, Golshifteh Farahani, Muriel Robin
Argumento: Christophe Honoré, Gilles Truand
Origem: França
Produção: Philippe Martin, David Thion
Vendas Internacionais: Gaumont
Estreia em França: 20/04/2016
Festivais 2016: Festival de Berlim

No seu palácio, a pequena Sophie não consegue resistir à tentação do interdito, e o que adora, mais do que tudo, é fazer diabruras com o primo Paul. Quando os seus pais decidem partir para a América, Sophie fica encantada. Um ano mais tarde, ela está de regresso a França com a sua horrível madrasta, Madame Fichini. Mas Sophie vai poder contar com a ajuda das suas amigas, e da mãe de ambas, Madame de Fleurville, para se salvar das garras dessa mulher.

O Realizador
Adolescente cinéfilo, Christophe Honoré segue os estudos de Letras Modernas e de Cinema na Bretanha. Parte para Paris, em 1995, ano da publicação de Tout Contre Léo, o seu primeiro livro para crianças, um género através do qual ficou conhecido, abordando temas tabú, como a sida ou a homoparentalidade. Autor também de romances “adultos”, aplaudidos pela crítica (L’Infamille, La Douceur) e dramaturgo; realiza em 2000 a sua primeira curta-metragem, Nous Deux. A primeira longa-metragem surgiria dois anos mais tarde. 17 Fois Cécile Cassard foi apresentado na Selecção Oficial do Festival de Cannes.

Crítica
Honoré consegue em Les Malheurs de Sophie, a justa fórmula que caracteriza todo o seu cinema: a dor, o desaparecimento, esse rasgo irreparável que assombrava As Canções de Amor e Homme au Bain.
Romain Blondeau, Les Inrockuptibles

LISBOA, QUINTA 13 OUT 15h00 Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira *sessão escolar
LISBOA
, SÁBADO 15 OUT 17h00 Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira
PORTO, QUARTA 26 OUT 14h00
BEJA, QUINTA 10 NOV 14h30 *sessão escolar
SETÚBAL, DOMINGO 13 NOV 16h00