Arnaud Desplechin nasceu em 1960. Desde muito jovem que decidiu enveredar pelo cinema tendo frequentado vários cursos na Universidade de Paris e depois no IDHEC (hoje La Fémis) onde se diplomou em “Réalisation et prises de vue” no ano de 1984. É no IDHEC que encontra Pascale Ferran, Noémie Lvovsky ou Éric Rochant2, com os quais vem a trabalhar.
Foi director de fotografia de alguns dos filmes de Rochant. É considerado um autor de referência do cinema francês contemporâneo e marcou a geração de 90.
Depois de realizar três curtas-metragens, dirigiu a média-metragem La Vie des Morts, premiada no Festival Premiers Plans de Angers, em 1981. Nesse mesmo ano recebeu o Prémio Jean Vigo da curta-metragem La Sentinelle, a sua primeira longa-metragem. O argumento foi escrito em co-autoria com Pascale Ferran, Emmanuel Salinger e Noémie Lvovsky e foi nomeado para os Césars nas categorias melhor primeiro filme, melhor argumento e melhor esperança masculina que Emmanuel Salinger venceu. O filme ganhou o Prix Michel-Simon 1993. 1994 foi o ano de rodagem do seu segundo filme Comment je me suis Disputé… (ma vie Sexuelle). E o filme foi seleccionado para o Festival de Cannes e nomeado para os Césars.
Empenhado social e politicamente, Arnaud Desplechin esteve na origem, com Pascale Ferran, do Manifesto que 66 realizadores assinaram apelando à desobediência civil contra as “leis Debré”. Estávamos em 1997. Esther Kahn (2000) é o filme que se segue e esteve em competição para a Palma de Ouro de Cannes. Em 2003, Léo en Jouant “dans la Compagnie des Hommes”. Posteriormente, Rois et Reine (2004), L’Aimée (documentário, 2007), Un Conte de Noël (2008), Jimmy P. (Psychothérapie d’un Indien des Plaines) (2013), Trois Souvenirs de ma Jeunesse (2015), o telefilme La Forêt (2014) e Les Fantômes d’Ismaël (2017).


Filmes da Secção O PADRINHO na 18ª Festa do Cinema Francês:

• ROIS ET REINE com Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric, Catherine Deneuve
• LÉO EN JOUANT “DANS LA COMPAGNIE DES HOMMES” com Sami Bouajila, Jean-Paul Roussillon, Hippolyte Girardot
• LA SENTINELLE com Hubert Gillet, Emmanuel Salinger, Thibault de Montalembert
• COMMENT JE ME SUIS DISPUTÉ… (MA VIE SEXUELLE) com Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric, Emmanuel Salinger, Chiara Mastroianni