BOB LE FLAMBEUR

França | 1956 | 1h40

com: Roger Duchesne, Daniel Cauchy, Isabelle Corey

É um dos filmes de culto de Melville, e foi a entrada no território policial que a sua obra viria a desbravar. Seguindo um bandido na reforma que aceita participar num último grande golpe — o assalto à caixa do Casino de Deauville —, Melville encontra aqui uma das suas grandes paixões: o filme de “gangsters” à americana. A transposição desse universo para o cenário francês é perfeita, numa obra que Godard citou em À Bout de Souffle. As obras-primas do período final de Melville (Le Samouraï e Le Cercle Rouge) são mais abstractas, mas no seu fascínio directo pelo cinema americano Bob, le Flambeur não é menos perfeito.

LISBOA, TERÇA 10 OUT 19h00 Cinemateca Portuguesa – Sala M. Félix Ribeiro
LISBOA, QUARTA 11 OUT 22h00 Cinemateca Portuguesa – Sala Luís de Pina
BEJA, QUARTA 18 NOV 21h30