Nasceu na Grã-Bretanha, onde passou grande parte da sua infância. Paralelamente ao seu trabalho em montagem, realiza várias curtas-metragens, entre as quais La Police, premiada no Festival de Belfort. Em 1991, assina a série de acção, Scènes de Ménage mas é com Coûte que coûte, crónica de combate, que o seu nome se torna reconhecido no universo do cinema documental.

Em 1997, realiza a sua primeira longa-metragem, Sinon, Oui, apresentado no Festival de Cannes. Em 2008, realiza Les Bureaux de Dieu, que conta com a participação de Nathalie Baye, Nicole Garcia, Isabelle Carré, e arrecada o Grande Prémio SACD na Quinzena dos Realizadores, questionado as fronteiras entre a ficção e documentário.

Le Concours é o seu novo documentário, recebeu o Prémio de Melhor Documentário na Bienal de Veneza em 2016 e será apresentado na 18ª Festa do Cinema Francês dia 14 de Outubro, pelas 21h30, no Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira em Lisboa.