CYRANO DE BERGERAC

de Jean-Paul Rappeneau | Romance | França | 1989 | 2h17 *versão restaurada

Com: Gérard Depardieu, Anne Brochet, Jacques Weber, Vincent Perez
Produção: Hachette Première et Cie, DD Productions, Camera One
Vendas Internacionais: Lagardère Entertainment
Distribuição em Portugal: Alambique
Estreia em França: 28/03/1990
Estreia em Portugal: 05/10/2018
Festivais: Festival de Cannes – Competição Oficial, 1990

A acção situa-se no século XVII em Paris. Cyrano de Bergerac, exímio na esgrima e poesia, afligido por um longo nariz, encontra-se secretamente apaixonado pela sua prima, Roxanne. Não ousa declarar-lhe a sua paixão, ou o coração desta não batesse pelo belo Christian. Cyrano e Christian vão servir no mesmo regimento e tornam-se amigos. No entanto, Christian não sabe falar com as mulheres e Cyrano empresta-lhe a sua eloquência.

O Realizador: Estreia-se no cinema como assistente e só depois como argumentista, tendo colaborado com Louis Malle e Phillipe de Broca. Depois de escrever para outros, dedica-se à realização do seu primeiro filme, La Vie de Château, com o qual arrecada o prémio Louis-Delluc, em 1966. Regressa, em 1971, com Les Marie de l’An II, interpretado por Jean-Paul Belmondo e Marlène Jobert. Segue-se Le Sauvage (1975) e Tout Feu Tout Flamme (1981), ambos protagonizados por Yves Montant. O seu maior sucesso chegaria em 1990, com Cyrano de Bergerac, adaptação da peça de Edmond Rostand, com a magnífica interpretação de Gérard Depardieu. Desde então, realizou Le Hussard sur le Toit (1995), Bon Voyage (2003) e Belles Familles (2015).

Amor à distância, síntese virtuosa de comédia, intriga, acção e drama romântico,Cyrano de Bergerac, de Jean-Paul Rappeneau, é a versão cinematográfica definitiva da peça clássica de Edmond Rostand. No centro, um notável Gérard Depardieu.
Vasco T. Menezes, Público