Aude-Chevalier Beaumel & Marcelo Barbosa

Aude-Chevalier Beaumel (1982) estudou Belas-Artes em Montpellier e foi na periferia de Porto Alegre (bem no sul do Brasil) que realizou a sua primeira curta-metragem, Confessions. Em 2005, interessada nas práticas religiosas afro-brasileiras, apresentou as curtas Calunga e Entrevistas. Vive no Brasil desde 2007 e tem trabalhado como assistente de realização em diferentes filmes brasileiros, além de apresentar exposições de fotografia. Estrada, um documentário sobre a violência urbana no Rio de Janeiro, foi apresentado no Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro em 2010. Três anos depois apresentou um olhar sobre as eleições municipais desse ano no Rio, seguindo a campanha do candidato Marcelo Freixo, ameaçado pelos esquadrões de morte por causa do seu combate contra a corrupção, com Rio Année Zéro. Já Marcelo Barbosa (1970) é um fotógrafo brasileiro e realizador de cinema experimental. Indianara é a sua primeira longa-metragem. A história desta activista transgénero brasileira já foi apresentada em Lisboa, na edição do Festival Internacional de Cinema Queer deste ano.