VIVEMENT DIMANCHE!

O último filme de Truffaut, pode ser visto como uma paródia do filme negro, com uma intriga sombria e misteriosa, que acaba por se resolver a bem. Filme claustrofóbico e nocturno, filmado num preto e branco elegante, oferece a Fanny Ardant uma personagem, a secretária Barbara, totalmente diferente das mulheres venenosas e venais do filme negro americano. Neste filme de “falso culpado”, o homem, o patrão fugido, poderá ter em Barbara os olhos e pernas de que necessita para se provar inocente.

LISBOA
Sex, 11 OUT, 21h30
Cinemateca Portuguesa

Seg, 14 OUT, 18h30
Cinemateca Portuguesa

1983 / 1h49 / França
Com
Fanny Ardant, Jean-Louis Trintignant, Jean-Pierre Kalfon